17 de outubro de 2007

Mice-killer... or not!

Pra quem nao sabe, uma das grandes "skills" que adquiri nos ultimos tempos foi a de "mice-killer". Isto de fazer um Doutoramento em Imunologia tem muito que se lhe diga... ratinhos por todo o lado, células coloridas (como eu gosto!) horas e horas no Canto a passar tubos (como se estivesse de castigo) etc, etc, etc... Estava tudo muito bem até segunda-feira à noite, em que fui ver o novo filme da Pixar Ratatouille.

Alguem me explica como é que vou continuar a chacina depois de ver este ratinho taaaaaaaaaooo fofinho? O pior é que agora todos os ratinhos parecem olhar-me com uma expressao de "Por favor Sra Assassina, nao me mate!"



5 comentários:

Marina disse...

Isso passa-te...

Branca disse...

Oh pá!!! e eu, que primeiro tenho que fazer os ratos meus amigos... fazer festinhas, brincar com eles, etc... para eles se portarem bem nos testes de comportamento e serem meus amigos!!! e depois um dia - zás! uma facada!!! Que schaisser!!!

donkey disse...

Apetecia-me copiar o teu post e colá-lo no meu "space"!!!!!!

Verita disse...

Força, Cláudio! Eu não cobro direitos de autor! ;)

Ska disse...

Eu também costumava ser assim. Estou a brincar, não costumava não. É pegar neles ZAT! e já está. Sem pensar duas vezes.

Ou então esperas que um ratuxo te morda, para perderes todo o amor e sensibilidade